Trilha do Morro Dois Irmãos: onde fica e como chegar



Hoje vamos falar sobre a Trilha Morro Dois Irmãos, localizada na comunidade Vidigal, Zona Sul do Rio de Janeiro, entre o Leblon e São Conrado. Este monumento natural da cidade do Rio que é tão apreciado na praia também pode ser visto de cima e, ao longo deste post, explicaremos exatamente o que você deve fazer (fique atento porque é mais fácil e seguro do que parece).

Só para te situar, alguns anos atrás essa trilha não era tão acessível pelo perigo que era passar por dentro da comunidade do Vidigal. Esse fator de perigo foi mudando desde a instalação da UPP do Vidigal em 2012 e, hoje em dia, a comunidade conta com bons bares, albergues, opções noturnas e caminho livre para chegar até o início da trilha.

Resumo

  • Tempo Médio de Trilha: 45 minutos
  • Distância: 1500m
  • Altura: 539m
  • Trajeto: Vila Olímpica do Vidigal até Mirante do Irmão Maior
  • Dificuldade: Moderada

Na imagem abaixo, você pode ver pela marca vermelha onde a trilha começa. Como você notará, durante a escalada, você terá uma vista privilegiada da Zona Oeste até chegar lá e uma vista privilegiada da Zona Sul.

Como chegar

Se você quer fazer a trilha do morro dois irmãos vai precisar chegar até o Vidigal e, para isso, existem algumas opções disponíveis:

  • Ônibus: Você precisará ir para a entrada do Vidigal, onde está situada a UPP:
  • de Copacabana: 557, 382, 360, 177
  • da Barra da Tijuca: 525, 2334, 2338, 360
  • Carro: Acredito que é mais fácil pelas opções de estacionamento que existem pelo Leblon. Nesse caso, você iria até a pé até o começo do Vidigal. Se quiser, também é possível encontrar vagas na própria comunidade.
  • A pé: Saindo do Leblon, basta andar até o canto da praia e seguir o caminho que chega até a comunidade do Vidigal (caminhada de uns 15 minutos no máximo), a partir desse ponto, você pode continuar a pé até a Vila Olímpica que demorará mais uns 30 minutos (ou se preferir, pode pegar um moto táxi ou uma kombi)

Veja o caminho total saindo da Av. General San Martin até o começo da Comunidade, ainda na Av. Niemeyer e, depois, chegando até o ponto de partida da trilha (onde tem um ícone quadriculado no mapa) na Vila Olímpica do Vidigal.

Chegando e Subindo o Vidigal

Independentemente de estar a pé ou aproveitando um moto táxi, esse é o tipo de vista que você consegue aproveitar ao longo do caminho pela comunidade.

Lembre-se que você pode subir sempre pela via principal da comunidade. Se tiver dúvidas, todos os moradores e locais vão saber te explicar como chegar na Vila Olímpica do Vidigal (lá é o ponto de partida da trilha e só abre às 8:00).

Trilha do Morro Dois Irmãos

A primeira parte da trilha (assim como quase toda ela) é bem light. Você vai ter um pequena inclinação em uma caminhada na sombra por entre as árvores. Depois de alguns minutos e uma saída para a esquerda e você chega no mirante natural de onde você consegue observar toda a favela da Rocinha.

Quando passamos pela entrada da Rocinha em São Conrado, não temos idéia do tamanho. Para se ter uma idéia, dê uma olhada nesta foto que tirei do primeiro mirante na trilha do Morro Dois Irmãos:

Segundo dados do IBGE, são cerca de 70 mil habitantes por lá, mas já ouvi dizer que esse número chega a ser entre 200 e 300 mil moradores. Depois que você passa pelo primeiro mirante, vai andar um pouco mais até chegar em um momento em que você vai ter a Zona Oeste do seu lado direito. Essa é outra vista maravilhosa do Rio, principalmente pela Pedra da Gávea.

É bem verdade que no dia que eu tirei essas fotos estava um pouco nublado, mas isso não esconde a beleza natural da cidade maravilhosa.

Depois dessa parte (em que você consegue ver São Conrado e a Pedra da Gavea) é só andar um pouquinho mais que você já está chegando no mirante do Irmão Maior, o destino e local que permite uma das melhores vistas do Rio de Janeiro. Você vai ter a confirmação quando caminhar sobre a pedra mesmo e chegar em um marco de cimento. Aqui você vai avistar a praia de Ipanema, Lagoa, o Cristo Redentor e, ao fundo um pouquinho de Copacabana.


Como a trilha do morro dois irmãos costuma ficar mais cheia aos sábados e domingos, recomendo que você faça ela em um horário cedo, quando ela ainda não está lotadassa. Além disso, como sempre, trouxe algumas dicas para deixar o seu passeio ainda melhor…

Macetes do Rafa

Enquanto você estive lá em cima, no mirante, tem um lugarzinho especial que você consegue tirar belas fotos. É essa “cadeirinha” aqui embaixo:

Dependendo do ângulo, pode parecer que você é destemido e curte aventura. Como dá para perceber pela foto, a queda não é tão grande daquele ponto, então não tem perigo nenhum e você vai para casa com belas fotos =].

Depois de se deleitar no mirante e aproveitar uma das melhores vistas do Rio de Janeiro, chegou a hora de descer a trilha do Morro Dois Irmãos, mas isso não quer dizer que o seu dia acabou, ainda temos mais 2 dicas bem legais para fazer depois da trilha (você vai ter que escolher entre uma delas).

A primeira é o Bar da Laje, que infelizmente eu acabei não indo por conta de um evento que estava acontecendo lá, mas só pelo visual e pelo depoimentos, parece valer cada centavo gasto. Falando em dinheiro, pelo que eu vi, você vai pagar uma média de R$30 pela “feijoada na laje”com mais R$30 para consumação (R$60 no total).

Bar da Laje

Vale a pena conferir a programação do Bar para ter certeza que você vai no dia em que vai ter mais para aproveitar. Para melhorar ainda mais, se você ficar lá até o sol se pôr, essa é a vista que você terá.

A segunda opção foi a que eu aproveitei da vez que eu fiz a Trilha do Morro Dois Irmãos, que é um bom churrasco na Laje da Léa. Essa cozinheira de mão cheia é uma figura e sabe como fazer uma boa recepção. Esse churrasco é feito na laje da casa dela mesmo, é extremamente bem servido e delicioso. É bem verdade que não é o churrasco mais barato de todos, mas se você estiver em grupo, consegue negociar um bom preço.

http://leabuffet.blogspot.com.br/

Apesar de ser na parte debaixo da comunidade, da laje da casa dela você ainda tem uma bela vista do mar.

PS – não esqueça de levar seu traje de banho. Depois de uma caminhada cansativa, você pode dar um mergulho no Leblon ou em São Conrado, dependendo do lado que você sair.

Um pouco da história do Vidigal

O nome Vidigal é uma referência ao ex-comandante da PM do RJ no século XX, o major Miguel Nunes Vidigal, que recebeu de presente dos monges beneditinos, em 1820, um terreno ao pé do Morro Dois Irmãos. Depois disso, por volta da década de 1940, as encostas do morro começaram a ser ocupadas por barracos que originaram a favela do Vidigal.




Comentários (0)

Deixe um comentário