As 6 Principais Manobras de Surf



Manobras de Surf

À primeira vista, o repertório possível de manobras de surf não parece ser tão vasto. Rasgada, Cut-Back, Tubo, Floater, Aéreo e Batida. Pode até existir outras, mas pode ter certeza que estas são as principais, que serão mais vistas em campeonatos ou sessões de free-surf.

No entanto, estamos falando de um esporte relativamente novo – pelo menos o lado profissional dele – e em constante evolução. Além disso, não existem ondas iguais, mesmo no mesmo pico. O vento, a ondulação, o fundo, dentre outros fatores, influenciam e muito a formação das ondas, de forma que elas sejam quase como impressões digitais, totalmente diferentes uma das outras.

Por este motivo, podemos esperar que a combinação ideal de manobras de surf para cada onda sempre variará. Outro fator que chama atenção é a possibilidade de formas que cada uma delas pode ser executada: mais ou menos agressiva, normal ou de backside, tubos mais profundos ou menos, mais em cima ou mais embaixo, em pé ou abaixado, com a mão na onda ou não. Os aéreos, então, podem ser executados de milhares de formas diferentes. Veja, por exemplo, essa proeza abaixo:

O Aéreo 540 de Kelly Slater durante um free-surf em Peniche, Portugal, em 2014:

Vamos ver agora alguns exemplos das manobras de surf citadas acima.

1) Rasgada

Consiste no ato de virar o corpo para trás como se o surfista fosse virar para a direção contrária da onda, jogando a rabeta da prancha para a frente com força jogando o máximo de água possível para a frente. É a manobra mais comum nos campeonatos, por valer pontos e não ter nível de dificuldade tão alto como um aéreo. Alguns surfistas fazem este movimento de forma tão violenta, deixando a prancha tão torta, que você pode até esquecer o meu comentário sobre o nível de dificuldade dessa manobra. =)

2) Batida no Lip

É praticamente uma forma de fazer a rasgada, porém com muita velocidade para que está seja executada no lip, crista da onda. Dessa forma, o surfista deve pegar bastante velocidade na parte de baixo da onda e subir jogando praticamente a parte da frente da prancha inteira fora da onda antes de girar o corpo e jogar a rabeta para a frente.

3) Cut-Back

É uma das manobras de surf mais clássicas. Dominou a época na qual as pranchas eram pesadas demais para aéreos e rasgadas. Para executá-la, o surfista deve definir bem o ponto onde o movimento se iniciará e onde se finalizará para não ser varrido pela onda no meio da manobra. Consiste em um movimento de retorno na direção contrária da onda, depois retornando para a direção normal, com movimentos mais leves e menos bruscos do que a rasgada e a batida no lip. O vídeo abaixo, embora esteja em inglês, mostra o movimento de forma clara.

4) Floater

O floater é uma manobra muito mais funcional do que plástica. O surfista a executa quando a seção de onda na frente dele vai quebrar. Imediatamente ele busca a parte de cima da onda e surfa em cima da crista deslizando sobre a espuma até chegar novamente na face da onda.

Neste vídeo, Adrian Buchan, surfista australiano, executa dois floaters seguidos:

5) Tubo

Uma das manobras de surf mais famosas, o tubo é uma das melhores sensações que o surf pode proporcionar. Nesta manobra, o surfista fica completamente dentro da onda e precisa controlar sua velocidade com muita habilidade para não deixar o tubo para trás, nem ser engolido pela onda, caso vá muito devagar. Para diminuir a velocidade, o surfista pode colocar a mão na onda ou colocar mais pressão no pé de trás. Para acelerar, além de colocar o peso na frente, deverá fazer um pequeno zigue-zague dentro do tubo, mas este poderá ser muito difícil caso a onda não seja grande o suficiente.

Em 2014, Kelly Slater conseguiu um tubo nota 10 no Billabong Rio Pro, uma etapa d o WCT‌  (World Championship Tour), na praia da Barra da Tijuca, uma praia na qual essa manobra não é tão fácil de ser executada:

6) Aéreo

Com certeza das manobras de surf é a que mais vem evoluindo nos dias de hoje e a preferida dos espectadores. Trata-se de um vôo sobre a onda. Para executá-la, o surfista deve pegar bastante velocidade na parte de baixo da onda e depois ir em direção a parte de cima, descolando totalmente a prancha da onda, retornando sobre a prancha após finalizar o vôo. Entre a subida e a descida, o surfista pode inventar o que ele quiser, desde que tenha habilidade e criatividade o suficiente.

Para ilustrar a variedade de aéreos que podem ser executados no surf atual, ficamos com o vídeo abaixo:

No segundo 2:39, você pode desfrutar do backflip do Gabriel Medina. Como ele faz isso???





aéreo,  ⏧ batida,  ⏧ batida no lip,  ⏧ cut-back,  ⏧ floater,  ⏧ manobra,  ⏧ manobra de surf,  ⏧ manobra surf,  ⏧ manobras,  ⏧ manobras de surf

Comentários (0)

Deixe um comentário