Surf Praia da Joaquina, um dos melhores picos de surf no Brasil

Publicado em setembro 12th, 2015 | por Filippo Ghermandi

0

Melhores ondas do Sul e Sudeste do Brasil para surfar

Veja também: melhores ondas do Nordeste

Para a nossa sorte, vivemos em um país com muitas opções para quem deseja surfar. No entanto, a maioria dos melhores picos de surf do Brasil são beach-breaks, ou seja, possuem fundo de areia, o que é bom do ponto de vista de diminuir o risco de lesões, mas ruim do ponto de vista de falta de frequência. Não é raro que tenhamos que torcer para entrar um swell, porque o mar está totalmente flat, o que não acontece em picos com fundo de pedras ou corais, que acabam tendo ondas sempre, mesmo que pequenas.

Se você está buscando opções de ondas, planejando uma surf trip (fizemos um post para te ajudar a planejar sua surf trip) ou até mesmo querendo saber se já surfou nos melhores picos de surf do Brasil, nós iremos te ajudar. Depois do sucesso dos artigos sobre os melhores picos de surf do Rio de Janeiro e em Florianópolis, resolvemos tentar mapear os melhores picos de surf do Brasil inteiro.

É lógico que vai ser impossível agradar gregos e troianos, mas demos o nosso máximo. Se você sentiu que esquecemos algum pico importante, é só nos avisar nos comentários que avaliaremos se vale colocá-lo. Tentamos englobar todas as regiões do Brasil e colocar no máximo 5 picos por estado, para não ficar algo repetitivo.

 

Melhores Picos de Surf do Brasil

Conforme mostramos no mapa mais abaixo, a contagem das melhores ondas do Brasil ficou assim:

Ondas do Sul e Sudeste
– Santa Catarina: 5
– Paraná: 1
– São Paulo: 5
– Rio de Janeiro: 5
– Espírito Santo: 1

Ondas do Norte e Nordeste
– Bahia: 4
– Alagoas: 1
– Pernambuco: 4
– Rio Grande do Norte: 2
– Ceará: 1
– Pará: 1

Mapa com os Melhores Picos de Surf do Brasil

A partir daqui, tentaremos falar um pouco sobre cada um dos melhores picos de surf do Brasil, percorrendo do sul ao norte do país como se estivéssemos viajando de carro pelo litoral.

 

Praia da Vila – Imbituba – Santa Catarina

Praia da Vila, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul, sudeste e leste
Melhores ventos: terrais de norte, noroeste e oeste
Tamanho da ondulação: surfável de 1m a 5m
Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
Problemas: localismo e crowd
Outras atrações: trilha ecológica do farol, com belas paisagens, e observação de baleias a 20 metros da costa

A cidade de Imbituba fica ao norte de Laguna e ao sul de Garopaba, cerca de 95km de carro ao sul de Florianópolis. Para chegar lá, carro é a melhor alternativa, mas há ônibus direto de Florianópolis e de Curitiba, numa viagem de 5 a 6 horas.

A Praia da Vila é um pico de surf muito importante e famoso no cenário nacional e internacional, pois de 2003 a 2010 foi a sede brasileira do WCT.

O pico é muito consistente, pois você pode surfá-lo a partir de 1 metro e, nas ressacas, vai encontrar ondas de até 5 metros. No entanto, há um canal claro de entrada, por isso, mesmo nos dias grandes, você conseguirá chegar no line-up com facilidade.

As ondas quebram para a direita e para a esquerda em um banco de areia, apesar do melhor lugar para surf ficar mais para o canto da praia, e as vezes ficam tubulares. Por essas características, é uma praia muito comparada a Sunset Beach, no Havaí.

 

Praia do Silveira – Garopaba – Santa Catarina

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul e sudeste
Melhores ventos: terrais de norte e noroeste
Tamanho da ondulação: surfável de 1m a 4m
Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
Problemas: rochas, localismo e crowd
Outras atrações: praia cercada por montanhas com mata atlântica preservada

Outra onda do sul que vale a pena. Chegar em Garopaba é relativamente fácil. Basta ir de carro pela BR101 ou pegar um ônibus de Floripa. Mas para chegar na praia do Silveira, é melhor pegar um carro, pois a praia fica em um local mais selvagem.

Com certeza é um dos mais conhecidos e melhores picos de surf do Brasil, porém não recomendo de jeito nenhum para iniciantes. O fundo é de pedra no point-break que fica no canto direito e as ondas podem ficar realmente grandes quebrando para a direita. No inside quebra uma onda potente e tubular que é conhecida como Mike Tyson… adivinha por que? Hahaha!

Mais para a esquerda você vai encontrar beach-breaks com menos crowd. As melhores ondulações são de sul e sudeste e os melhores ventos são os terrais de norte e noroeste. Pelo vídeo acho que já deu para perceber que o crowd lá não é pequeno, portanto, respeite os locais!

 

Praia da Guarda – Guarda do Embaú – Santa Catarina

Praia da Guarda do Embaú, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul, sudeste, leste e nordeste
Melhores ventos: terrais de norte, noroeste, oeste e sudoeste
Tamanho da ondulação: surfável de 1m a 3m
Frequência: frequente, mais de 150 dias por ano
Problemas: quebra de pranchas (raso) e crowd

A praia da guarda do embaú fica mais ao norte de Imbituba e de Garopaba, um pouco mais próximo a Florianópolis (55km). É bastante fácil de chegar, pois a ônibus direto de Florianópolis pela PauloTur. A viagem dura cerca de 1 hora e meia. De carro, você deve virar no trevo do quilômetro 244 na BR101 (para a esquerda de quem vem do norte e direita do sul).

Na praia da guarda do embaú existem dois bons locais para surfar. O canto esquerdo fica na desembocadura de um rio e dependendo das condições, forma um banco de areia muito raso com ondas longas e tubulares para a esquerda. Cuidado para não quebrar a prancha! O meio da praia quebra ondas para a direita e para a esquerda.

 

Campeche – Florianópolis – Santa Catarina

Praia do Campeche, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul
Melhores ventos: oeste, sudoeste, noroeste
Tamanho da ondulação: surfável de 1m a 2,5m
Frequência: funciona de vez em quando
Problemas: localismo

A praia do campeche fica a cerca de 15km do centro de Florianópolis, ou seja, bastante acessível. Fica na costa leste da ilha de Floripa, um pouco ao sul, e as ondas quebram em frente a entrada principal da praia.

É uma das direitas mais longas do Brasil com mais de um minuto quando quebra clássico. Alguns locais chamam de C-Bay, em alusão a Jeffrey’s Bay na África do Sul. Para quebrar clássico, a ondulação deve ser de sul e vento do quadrante oeste. Nesses dias, todos os surfistas de Florianópolis estarão lá, portanto, respeite os locais.

 

Praia da Joaquina – Florianópolis – Santa Catarina

Praia da Joaquina, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: leste ou sudeste
Melhores ventos: oeste, noroeste ou norte
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 3-4m
Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
Problemas: localismo, rochas, correnteza
Outras Atrações: pratique sandboard nas dunas por perto e observe as beldades da região

Outra onda do sul imperdível é a da praia da Joaquina. A praia da joaquina é uma das mais famosas em termos de surf no Brasil, pois já foi sede no fim dos anos 80 do Campeonato Mundial de Surf. Mas não colocamos ela aqui apenas por causa disso. Nas condições certas, pode ter certeza que o canto esquerdo da joaquina é um dos melhores picos de surf do Brasil.

Fica a apenas 18km do centro de Florianópolis de carro, na costa leste mais ao centro da ilha, bem perto do Campeche. Para chegar lá, você deve dirigir pela avenida das rendeiras e seguir placas para a Joaquina.

Para quebrar a esquerda clássica, a ondulação deve estar em leste ou sudeste e o vento de noroeste, oeste ou norte. Como todo beach-break, tome cuidado ao tentar chegar no line-up. Não há um caminho fácil e óbvio. Apesar de ser um dos picos mais conhecidos do Brasil, não é muito difícil encontrar uma boa qualidade de onda sem estar muito cheio.

 

Pico de Matinhos – Matinhos – Paraná

Melhores Condições

Melhores ondulações: leste ou sudeste
Melhores ventos: oeste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 0,5m a 3m
Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
Problemas: localismo

Fechamos a nossa lista das melhores ondas do sul com o pico de Matinhos.  A praia de matinhos não fica perto de nenhuma cidade grande. Fica a pouco mais de 100km de Curitiba, um pouco ao sul da Ilha do Mel. Para chegar lá saindo de Curitiba, você deve pegar a BR277 com destino a Paranaguá e depois a PR508. De ônibus, as duas companhias que fazem o trajeto são: Viação Graciosa e Lapeana.

O pico de Matinhos é conhecido por formar em condições especiais uma das direitas mais longas do Brasil. É uma direita que raramente passa de 1,5m, mas rola por muito tempo paralela as pedras. Nos melhores dias, as ondas rolam em seções, algumas cheias e outras tubulares. Os locais invadem o line-up, portanto, tenha respeito. Ainda rola um certo localismo por lá.

 

Praia do Tombo – Guarujá – São Paulo

Praia do Tombo, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: leste, sul e sudeste
Melhores ventos: oeste
Tamanho da ondulação: surfável até 3m
Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
Problemas: localismo, correntezas

A praia do tombo possui os melhores picos de surf do litoral sul de São Paulo. Fica no Guarujá, é bastante fácil de achar e fica um pouco ao sul da praia das pitangueiras, se você seguir pela Avenida General Rondon.

A praia possui sempre bastante crowd e é um crowd formado por muitos surfistas bons, portanto não indico para iniciantes. Os pontos mais disputados são os cantos da praia: o direito com uma laje e o esquerdo conhecido como Bostrô. As ondas do Tombo costumam ser fortes, cavadas, de alta performance nos melhores dias.

 

Maresias – São Sebastião – São Paulo

Maresias, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul e sudeste
Melhores ventos: leste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 3-4m
Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
Problemas: localismo, correnteza
Outras Atrações: vida noturna e, com sorte, você dividirá o line-up com profissionais do WCT

Não precisamos fazer muito esforço para chegar a conclusão que o local que mais revelou atletas do Brazilian Storm é um dos melhores picos de surf do Brasil. A praia de maresias fica na cidade de São Sebastião, litoral norte de São Paulo. O acesso é muito fácil, diretamente pela BR101 que atravessa quase a costa do Brasil inteira (do RS ao RN). Fica também a 2 horas e meia de São Paulo (capital).

Pela fama e pela qualidade dos picos, maresias possui uma estrutura comercial e turística forte, com bares, restaurantes e vida noturna de qualidade. Na praia formada por beach-breaks, o canto direito, conhecido como canto do Moreira, possui um crowd de alto nível e é conhecido por ter os melhores tubos de São Paulo quebrando para a direita, talvez do Brasil. No meio da praia, as ondas também quebram em valas tubulares, ideais para surfistas com experiência.

 

Paúba – São Sebastião – São Paulo

Praia do Paúba, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul e sudoeste
Melhores ventos: leste e nordeste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 3-4m
Frequência: funciona as vezes
Problemas: correnteza, fundo raso
Outras Atrações: vida noturna perto e praia rodeada por natureza

A praia do paúba fica a apenas 2km da praia de maresias, ou seja, mesmas 2 horas e meia de São Paulo (capital) e mesmo acesso pela BR101. Acaba sendo uma boa alternativa para o crowd de Maresias, mas na época dos grandes tubos, é muito comum ver surfistas profissionais disputando ondas no outside acompanhados por fotógrafos.

Não é uma onda para inexperientes, pois o fundo de areia é muito raso e os tubos potentes quebram bem perto da costa. Se você for se aventurar por lá, leve mais de uma prancha! =)

As melhores ondas quebram para a direita, mas há boas valas para a esquerda também.

 

Ponta do Bonete – Ilhabela – São Paulo

Praia do Bonete, em Ilhabela, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul e sudeste
Melhores ventos: norte, nordeste, leste e noroeste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 2,5m
Frequência: constante, cerca de 150 dias por ano
Problemas: correnteza
Outras Atrações: beleza natural de Ilhabela

A praia do bonete é um pico de surf bem isolado. Fica na Ilhabela e, para chegar lá, você precisará encarar um trekking de 4 horas no meio da floresta ou ir de barco, que é bem mais fácil, numa viagem de cerca de 1 hora. A Ilhabela fica logo ao lado de São Sebastião e pelo difícil acesso a praia do bonete, pode-se imaginar que você vai surfar um pico quase sem crowd.

As grandes estrelas do pico são as direitas tubulares e fortes que, dependendo das condições, também permitirão aéreos entre as seções. Mas você também encontrará algumas valinhas de esquerda. Se você tiver a oportunidade, não hesite em conferir um dos melhores picos de surf do Brasil, com toda a beleza natural que Ilhabela pode oferecer.

 

Itamambuca – Ubatuba – São Paulo


Fonte: Portal Brasil Surfline

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul, sudeste, leste e sudoeste
Melhores ventos: oeste, noroeste e norte
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 3-4m
Frequência: frequente, mais de 150 dias por ano
Problemas: localismo
Outras Atrações: mata atlântica

Itamambuca é mais uma das praias que se credibiliza tanto como um dos melhores picos de surf do Brasil que já foi palco do Campeonato Mundial de Surf no ano de 1988 sem razões comerciais. A praia também sediou os primeiros festivais de surf do Brasil. A praia fica em Ubatuba, no litoral norte de São Paulo. Fica a cerca de 3 horas de viagem de São Paulo pela BR116 e 4 horas do Rio de Janeiro pela BR101.

A praia recebe quase todos os tipos de ondulação do quadrante sul e todos os pontos são surfáveis (canto direito, meio e canto esquerdo). Por isso, mesmo nos dias de crowd, você encontrará suas ondas sem problemas saindo do ponto mais disputado: o lendário canto direito, que quebra ao lado da pedra, na saída do rio Itamambuca. As ondas são fortes e manobráveis em toda sua extensão e, dependendo da altura da maré, rolam tubos!

 

Barra de Guaratiba – Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

Barra de Guaratiba, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul
Melhores ventos: nordeste e leste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 2m
Frequência: funciona de vez em quando
Problemas: localismo, poucas vagas para estacionar
Outras Atrações: SUP no canal e cenário quase selvagem da Restinga da Marambaia

Barra de Guaratiba é o bairro mais ao sul da cidade do Rio de Janeiro com praias. O pico de surf com fundo de areia fica na desembocadura do canal que liga o continente a Restinga da Marambaia. Em condições normais, as ondas são pequenas e cheias, ideal para iniciantes, mas quando quebra clássico, a onda conecta restinga a dentro e fica longa e tubular, lembrando levemente algumas esquerdas da Indonésia.

Só funciona em condições muito especiais: swell de sul (as vezes sudoeste) e vento nordeste ou leste. Para surfar em Guaratiba em condições clássicas, se planeje. Chegue bem cedo, no primeiro dia de condições ideais. Depois de certo horário, o line-up será invadido por locais e o localismo lá é forte. Também há poucas opções de estacionamento, pois o bairro é bem pequeno com ruas apertadas. De qualquer forma, se você encaixar uma onda, será uma onda dos sonhos.

 

Prainha – Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

Prainha no Rio de Janeiro, um dos melhores picos de surf do Brasil e do Rio de Janeiro

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul, sudeste e leste
Melhores ventos: noroeste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 2,5m
Frequência: frequente, mais de 150 dias por ano
Problemas: crowd
Outras Atrações: beldades na areia e paisagem da reserva natural

A prainha fica na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro e é um dos points de surf mais charmosos e famosos da cidade. Para chegar até ela, basta seguir no litoral a partir da Barra da Tijuca, depois Recreio, praia da macumba e por fim, chegou.

O grande lance desta praia de fundo de areia é que há ondas para todos os gostos. Nos cantos direito e esquerdo quebram ondas para a direita e para a esquerda com excelente formação, respectivamente, e no meio da praia quebram ondas tubulares para os dois lados. Como se pode imaginar, na preferida do carioca o crowd é intenso e não é difícil dividir o line-up com os melhores surfistas do Rio e do Brasil, dependendo das condições.

Para surfar na prainha, se planeje, pois a praia fica dentro de uma reserva ecológica e as vagas para carro são super restritas.

 

São Conrado – Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

São Conrado, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sul, leste, sudeste e sudoeste
Melhores ventos: norte
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 3m
Frequência: funciona as vezes
Problemas: localismo, correnteza e poluição
Outras Atrações: ponto de aterrissagem de vôo-livre da Pedra Bonita

São Conrado é um bairro de fácil acesso na zona sul carioca. Os bairros litorâneos vizinhos são Leblon/Gávea e Barra da Tijuca e quase todas as linhas de ônibus entre zona sul e Barra passam por lá. Também é o bairro onde fica a maior favela do mundo, a Rocinha.

O fundo é de areia e as ondas são pesadas, fortes e tubulares, talvez as mais tubulares da cidade do Rio. Já foi eleita por surfistas como Carlos Burle e Pedro Scooby, dentre outros, como um dos melhores picos de surf do Brasil. Definitivamente não é uma onda para iniciantes, pois além das características já citadas, também quebra perto da praia. Nos maiores dias, é ideal para a prática do tow-in, visto que você vai passar dificuldades para chegar ao outside na remada.

No canto esquerdo quebra uma esquerda de bastante qualidade, mas você vai dividir o line-up com locais, principalmente body boarders da Rocinha, portanto respeite-os. O meio da praia é onde quebra uma das melhores e mais tubulares ondas. No canto direito é mais raro, mas em algumas condições você também encontrará uma direita ali.

 

Arpoador – Rio de Janeiro – Rio de Janeiro

Arpoador, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: sudeste, leste e sul
Melhores ventos: norte, nordeste e leste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 2m
Frequência: frequente, mas clássico só as vezes
Problemas: localismo e crowd
Outras Atrações: visual do morro Dois Irmãos no Rio de Janeiro

A pedra do arpoador fica entre dois símbolos turísticos do Rio de Janeiro: a praia de cobacabana e a praia de ipanema. Ela é o marco do pico de surf no arpoador. Quando a onda vem quebrando lá de trás da pedra, pode ter certeza que você vai ter uma bela sessão apesar da forte presença de locais e turistas no line-up. Nos outros dias, a praia é ideal para iniciantes, com a presença de diversas escolinhas de surf e professores autônomos.

Apesar da onda quebrar numa pedra, o arpoador é um beach-break que quebra para a esquerda. É bem raro encontrar um tubo por lá, mas as ondas têm excelente formação e são bem manobráveis. Também é um símbolo da história do surf do Rio e do Brasil. Sediou diversos campeonatos de surf, inclusive o IPS no final dos anos 70, início dos anos 80 – como era conhecido o mundial de surf. Também dividiu com a Barra da Tijuca o status de sede do WCT em 2012 e 2013.

 

Itaúna – Saquarema – Rio de Janeiro

Itaúna, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: leste, sudeste e sul
Melhores ventos: norte, noroeste e leste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 4-5m
Frequência: muito frequente, mais de 150 dias por ano
Problemas: localismo, correnteza

Saquarema tem o apelido nada exagerado de Maracanã do surf. Fica a 100km do Rio de Janeiro pela BR101 e tem na praia de itaúna seu melhor pico de surf em uma esquerda point-break que quebra a partir de uma pedra. A praia foi sede do WCT de 2002 e até hoje sedia uma das mais importantes etapas do WQS prime. Há um consenso entre os atletas do tour que, se não fossem por motivos comerciais, a Barra da Tijuca seria preterida por Itaúna.

A onda é muito potente e extremamente manobrável. O canto esquerdo segura ondulações de mais de 4 metros com ondulações de leste. No inside, com ondas de até 1,5m os tubos costumam aparecer. Frequentemente a praia é comparada a Sunset em Oahu, no Havaí.

A água em Saquarema varia de fria a muito gelada o ano todo, portanto leve uma roupa de borracha. O pico também não admite facilmente desrespeito aos locais, mas em geral a vibe é muito positiva, pois tem ondas quase o ano todo por lá.

 

Praia da Regência – Linhares – Espírito Santo

Regência, um dos melhores picos de surf do Brasil

Melhores Condições

Melhores ondulações: leste, sudeste e sul
Melhores ventos: norte e noroeste
Tamanho da ondulação: surfável de menos de 1m a 2,5m
Frequência: muito frequente, mais de 150 dias por ano
Problemas: correnteza
Outras Atrações: tartarugas marinhas

A praia da regência fica a cerca de 100km de Vitória pela ES010, no município de Linhares, no Espírito Santo. É uma área de proteção da tartaruga marinha, portanto, ajude a preservar: se você encontrar ovos, contacte o projeto Tamar. As tartarugas marinhas servem de alimento para algumas espécies de tubarão, mas não se preocupe, pois por se tratar de um ecossistema bem equilibrado, não são registrados ataques, embora eu não afaste a possibilidade de que sejam vistos por lá.

O fundo de areia e a melhor onda quebra no canto esquerdo onde há a desembocadura do rio doce. São ondas longas, tubulares e manobráveis e para a esquerda. Alguns locais apelidaram-na como “primas de Bali”. No meio da praia também quebram ondas para a direita e para a esquerda. Prepare-se para remar bastante, pois além de ser um beach-break, há bastante correnteza.

 

Pessoal, tentei ser bastante democrático em termos de localização para não concentrar todos os picos em poucos lugares. É claro que isso me fez retirar algumas ondas que poderiam estar nessa lista, mas gostei bastante da seleção final. Continuem lendo os melhores picos de surf das regiões Nordeste e Norte. Espero que tenham gostado!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,


Sobre o Autor



Voltar ao Topo ↑
  • Fique por Dentro

  • Categorias

  • Agenda de Posts

    dezembro 2018
    D S T Q Q S S
    « maio    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • Comentários